Diferentes tratamentos ajudam na regressão de lesões causadas por HPV

Ácido ATA e imunossupressores auxiliam pacientes

Indivíduos infectados pelo papiloma humano vírus encontram, atualmente, tratamentos para a cura de verrugas e lesões internas, assim como externas. Entretanto, os remédios comercializados nas farmácias apresentam variação de preço significante.  A forma de aplicação de cada substância também muda conforme a escolha do paciente.

Depois de constatada a lesão devido à contaminação pelo vírus, o portador do HPV pode recorrer a duas formas de tratamento: ao ácido tricloroacético, denominado ATA, ou ao uso de remédios imunossupressores. No Sistema Único de Saúde (SUS), o tratamento de lesões e verrugas é realizado por meio da química, ou seja, com o ácido. Ao iniciar o processo, a médica solicita ao paciente, por meio de prescrição médica, a manipulação do ácido.Sendo assim, os custos com o remédio ficam por conta do paciente.

Nas farmácias, os cuidados com a manipulação do ácido são visíveis. O ATA só é fabricado mediante receita médica . “O ácido é manipulado somente com receita. Além disso, sobre as características, ele  é feito em  água. Então, os farmacêuticos pedem para que os pacientes mantenham-no na geladeira até chegar ao consultório”, alerta Dirlei Rarli Bartnik, farmacêutica e responsável por manipular o ácido em farmácia de Porto Alegre.

100_7052

Farmacêutica manipula ácido ATA e aponta características do remédio

O custo do ácido ATA depende da quantidade requerida pelo médico. Em farmácias de Porto Alegre, ele varia de R$ 8,90 a R$ 12,90. No entanto, em alguns casos, uma única aplicação não é o suficiente para tratar a lesão do HPV. O ATA é utilizado para regiões determinadas do corpo. “Geralmente o remédio é aplicado no colo do útero, mas se aplica em lesões externas vaginais e penianas. Não é critério do médico realizar aplicação em mãos, por exemplo”, menciona Dirlei Rarli.

Outros métodos de tratamento estão disponíveis no mercado. Pacientes com recursos financeiros e que, por motivos de sensibilidade não podem utilizar o ácido, recorrem aos remédios imunossupressores. Com o tratamento à base desses medicamentos, a forma de aplicação depende da prescrição médica. Os imunossupressores agem na imunidade do paciente, criando anti-corpos nas células infectadas pelo vírus.

A respeito da aplicação do remédio, muitos pacientes utilizam o imunossupressor colocando-o na região atingida pelo HPV durante três vezes por semana, mantendo um intervalo entre os três dias, durante o período de quatro meses. Dentro dessa perspectiva, o indivíduo deve adquirir três caixas de remédio nas farmácias convencionais. O preço do Ixium, pomada indicada para o tratamento de condilomas causados pelo vírus, varia de R$ 131,00  a R$ 150,00 por caixa, podendo também ser encontrado além dessa faixa. Outro remédio utilizado é o Aldara, que apresenta o valor na faixa dos R$ 600,00 por caixa.

O tratamento realizado com os remédios, no entanto, pode ser dolorido. A área atingida pode sofrer irritações.  Então, consequentemente, podem ser realizadas pausas durante os quatro meses, ação efetuada sob a orientação do médico.

Sendo assim, o importante, sem dúvidas, é a prevenção.  O uso da camisinha, apesar de não barrar 100% o vírus, é essencial. Além disso, jovens brasileiras já podem tomar a vacinas existentes contra o HPV, comercializadas em diferentes clínicas de vacinação. Apesar de tantos dados e estatísticas, as jovens ainda não recebem informações  suficientes sobre o vírus. “ No posto de saúde em que eu vou, os médicos não informam sobre quase nada do HPV. Apenas pelos cartazes eu me informo, mas tem gente que não sabe ler”, questiona Fernanda Lopes, secretária, 27 anos.

Serviço

Confira o mapa de uma das farmácias de manipulação:

Johnson – Farmácia de Manipulação

Endereço: Av. Wenceslau Escobar, 2908, Tristeza, Porto Alegre, RS

About these ads

0 Responses to “Diferentes tratamentos ajudam na regressão de lesões causadas por HPV”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: